Bahia tem 186 cidades entre as 500 menos desenvolvidas

Bahia tem 186 cidades e 417 municípiosNa região Norte, Casa Nova está entre os 10 piores e Jaguarari entre os melhores. Veja mais.

Estado da Bahia, 417 municípios. Deles, 186 integram o grupo das 500 piores cidades brasileiras, segundo Índice de Desenvolvimento Municipal medido pela Firjan, a Federação das Indústrias do Rio de Janeiro. Mesmo sendo um estado em crescimento – subiu duas posições no ranking – nenhuma cidade baiana está classificada entre as 500 com melhores índices do país.

O índice, que tem como ano base 2007, leva em consideração três vetores na análise: educação, saúde e emprego e renda. A saúde e a geração de emprego contribuíram para que a Bahia melhorasse sua posição frente aos outros estados. No entanto, foi a educação que realmente alavancou o crescimento. Segundo o chefe da Divisão de Estudos Econômicos da Firjan, Guilherme Mercês, a Bahia ainda tem um desenvolvimento que precisa avançar bastante.

“A Bahia tem longo caminho a ser percorrido, mas está crescendo. A pesquisa mostra que,apesar de moderado, esse crescimento é, de fato, bastante significativo”, explica.

Um dos fatores que levou o pesquisador a essa conclusão é o fato de, mesmo tendo poucos municípios com desenvolvimento moderado, 43% da população está concentrada nesses municípios. “Principalmente porque Salvador está entre eles”, completa. Guilherme acrescenta que, pelo primeiro ano, a Bahia alcançou classificação de desenvolvimento moderado, ou seja, acima de 0,6 pontos. O relatório da pesquisa mostra ainda que a Bahia ganhou duas posições no ranking em função da educação. No entanto, o índice ainda é baixo.

“A educação no estado cresceu 6,9% em relação a 2006. Mas, é o único indicador do estado que ainda se encontra na faixa considerada como desenvolvimento regular, abaixo de 0,6 pontos no somatório geral”, diz Guilherme.

A educação na Bahia tem índice de 0,51 pontos, o que é considerado regular (de 0,4 a 0,6). “A educação é a vertente mais fraca do estado da Bahia, porém a que mais avançou em relação à medição anterior”, completa o pesquisador.

E o vetor não alavancou só o crescimento do estado. Em 2007, a parcela de municípios em desenvolvimento moderado aumentou de 14 para 34. Salvador ainda é a cidade que apresenta o maior índice de crescimento, seguida de uma surpresa. Em segundo lugar está a cidade de Pojuca, agora, alavancada por outra vertente: emprego e renda.

“Há também mais duas cidades que se destacam na pesquisa que são Dias D’ávila e Jaguarari. A primeira, em função do pólo petroquímico. A outra, pela atividade intensa de extrativismo mineral”, esclarece Guilherme Mercês.

Mesmo mantendo a média de crescimento abaixo do considerado como regular, a Bahia tem o que comemorar, diz o pesquisador. “Mesmo com essa defasagem, 82,2% dos municípios baianos evoluíram frente a 2006. O que pode ser uma tendência para os próximos anos”.

Saúde, educação e emprego e renda formam índice

Para chegar ao índice de desenvolvimento municipal, os técnicos da Firjan avaliaram as cidades a partir de três setores: educação, saúde e emprego e renda. Em cada uma delas, vários índices e indicativos foram somados para chegar ao índice.

Em educação, por exemplo, foram verificadas a taxa de matrícula na educação infantil, a taxa de abandono escolar, a taxa de distorção idade-série, percentual de docentes no ensino superior, a média de horas aula diárias e o resultado do Ideb – o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica.

Já em saúde, as variáveis foram formadas pelo número de consultas pré-natal, mortes infantis por causas evitáveis e mortes por causas mal-definidas. Por último, em emprego e renda, fizeram parte da análise a geração de emprego formal, o estoque de emprego formal e os salários médios do emprego formal gerado em cada uma das cidades. As três esferas possuem peso igual no cálculo para a determinação do índice de desenvolvimento dos municípios brasileiros.

O índice varia de 0 a 1 e, quanto mais próximo de 1, maior o nível de desenvolvimento da localidade. O índice se diferencia também por permitir que o avaliador perceba se o crescimento foi em decorrência de políticas aplicadas ou se foi a partir da queda das demais cidades.

OS 10 MELHORES

  • SALVADOR
  • POJUCA
  • MADRE DE DEUS
  • CAMAÇARI
  • SIMÕES FILHO
  • VITÓRIA DA CONQUISTA
  • MUCURI
  • DIAS D‘ÁVILA
  • JAGUARARI
  • FEIRA DE SANTANA

OS 10 PIORES

  • BOM JESUS DA SERRA
  • MACURURÉ
  • CASA NOVA
  • JUCURUÇU
  • SANTA BRÍGIDA
  • ARACI
  • MORPARÁ
  • LAJEDINHO
  • SANTA LUZIA
  • LAMARÃO

Salvador lidera ranking no estado

Outro dado a ser comemorado pelos baianos é a redução de 41 (2006) para dez (2007) municípios com taxa de baixo desenvolvimento. Na lista, Bom Jesus da Serra, Macururé, Casanova, Jucuruçu, Santa Brígida, Araci, Morpará, Lajedim, Santa Luzia e Lamarão, último colocado. Já a lista das dez cidades mais desenvolvidas é lideradas pela capital baiana, Salvador, que cresceu 1% em relação a 2006.

A lista é composta ainda por Pojuca, Madre de Deus, Camaçari, Simões Filho, Vitória da Conquista, Mucuri, Dias D’ávila, Jaguarari e, por último, Feira de Santana. Para Guilherme, a situação de Feira de Santana ainda pode ser considerada boa, já que permanece entre os dez maiores. “Não significa que a cidade tenha deixado de crescer. Mas, outras tiveram uma arrancada superior”, diz.

As atividades com petróleo e extração mineral são as principais responsáveis pelo bom índice de emprego e renda no estado, marcando 0,86 pontos, acima dos 0,6 considerado como crescimento moderado. Dos 417 municípios, apenas oito não apresentaram crescimento nos três vetores analisados. Araci, Cravolândia, Feira de Santana, Itiruçu, Jitaúna, Manoel Vitorino, Pé de serra e Ubatã tiveram queda comparando com 2006.

Fonte: Correio 24 Horas

5 Ways Of Chuckit Dog Toys That Can Drive You Bankrupt – Fast!

Most dogs just like to play fetch and throw-and-fetch is probably the most popular activity for canines (and even some felines). The Chuckit! Dog Ball Launcher acts as like a versatile, prolonged arm. The Hyper Pet Thow-n-Go is slightly shorter than other tennis ball launchers. This may very well be a great or a foul factor in terms of getting good throws. And it is a private desire again.

Admittedly, I did not plan for there to be a finest canine tennis ball for flat-confronted dogs category. However after seeing just how tough Jasmine, our Pug tester, had with regular dog tennis balls, I felt it was essential. A highly in style Kong ball that’ll hold treats because of the grooves on the sides and hole within the middle, making it a sensible choice for entertaining your canine for a little bit longer than the common ball toy.

The Bazook – 9 launcher takes regular sized tennis balls. Which makes it handy to search out replacements. Designed to launch balls farther and sooner with relatively much less stress on wrist, elbow and shoulders. Middle gap offers straightforward grip for dogs.

One of many things you’ll need to think about when shopping for toys for your dog is the kind of toy you want to your pet. There are training toys, interactive toys, coaching toys, self-amusement toys, consolation toys, and enrichment or treat-meting out toys. All of it relies on what you want for your pet. Ideally, nonetheless, you need to have no less than one each of a lot of these canine toys.

Nonetheless, you might want to watch out about conserving just one ball lively inside the sport of fetch at a time. Canines that pick up multiple tennis balls might get the ball at the back of their throats lodged dangerously. The outer felt protecting is what makes the tennis ball powerful enough to face up to the forwards and backwards play on a tennis court.

Finzi will happily chase the ball for twenty or thirty throws on one walk, eventually flopping down in the grass, exhausted. When she will get home, she clambers into her basket to snooze for the remainder chuckit of the morning. Without the ball launcher, she’d never get the same level of intense, satisfying exercise.

Necessary Elements In Chuckit Dog Toys Across The Usa

We checked out 20 other dog ball launchers. Though they did not make our 5 greatest dog ball launchers listing, they’re the most effective of the rest and every is still an incredible choice in your pet. The data you will want to match each is included with the listing.

The Air Dog Squeakair Birthday Balls are fairly uncharacteristic of an organization that is effectively-identified for extremely sturdy, almost indestructible, and conservatively designed merchandise. One take a look at the Air Canine and also you wouldn’t even see the very character of KONG. This doesn’t mechanically mean that it’s less fascinating than the KONG Classic. The thing is KONG designed the Air Dog to be a safer and extra fun substitute for the standard tennis ball. The Air Canine is essentially a tennis ball with a built-in squeaker. The outer material used on the Air Dog is non-abrasive, in contrast to that of normal tennis balls. On the very least, you’re satisfying your canine’s insatiable appetite for tennis balls by giving them a safer and more colorful version.

We now have the large sized Wobbler, it’s huge for Tommy and Coco and perfect sized for Dobby, the Portuguese Podengo who thinks he is a Pitt Bull, but in the end the smaller dogs chuckit dog still adore it and, being Jack Russells means we often get them toys over their weight because otherwise they will simply destroy them sooner.

Bahia tem 186 cidades entre as 500 menos desenvolvidas

Saúde e educação melhoram no estado, mas ainda é preciso maisNa região Norte do estado, Jaguarari está entre as melhores e Casa Nova entre os 10 piores município.

Estado da Bahia, 417 municípios. Deles, 186 integram o grupo das 500 piores cidades brasileiras, segundo Índice de Desenvolvimento Municipal medido pela Firjan, a Federação das Indústrias do Rio de Janeiro. Mesmo sendo umestado em crescimento – subiu duas posições no ranking – nenhuma cidade baiana está classificada entre as 500 com melhores índices do país.

O índice, que tem como ano base 2007, leva em consideração três vetores na análise: educação, saúde e emprego e renda. A saúde e a geração de emprego contribuíram para que a Bahia melhorasse sua posição frente aos outros estados. No entanto, foi a educação que realmente alavancou o crescimento. Segundo o chefe da Divisão de Estudos Econômicos da Firjan, Guilherme Mercês, a Bahia ainda temum desenvolvimento que precisa avançar bastante.

“A Bahia tem longo caminho a ser percorrido, mas está crescendo. A pesquisa mostra que,apesardemoderado, esse crescimento é, de fato, bastante significativo”, explica.

Um dos fatores que levou o pesquisador a essa conclusão é o fato de, mesmo tendo poucos municípios com desenvolvimento moderado, 43% da população está concentrada nesses municípios. “Principalmente porque Salvador está entre eles”, completa. Guilherme acrescenta que, pelo primeiro ano, a Bahia alcançou classificação de desenvolvimento moderado, ou seja, acima de 0,6 pontos. O relatório da pesquisa mostra ainda que a Bahia ganhou duas posições no ranking em função da educação. No entanto, o índice ainda é baixo.

“A educação no estado cresceu 6,9% em relação a 2006. Mas, é o único indicador do estado que ainda se encontra na faixa considerada como desenvolvimento regular, abaixo de 0,6 pontos no somatório geral”, diz Guilherme.

A educação na Bahia tem índice de 0,51 pontos, o que é considerado regular (de 0,4 a 0,6). “A educação é a vertente mais fraca do estado da Bahia, porém a que mais avançou em relação à medição anterior”, completa o pesquisador.

E o vetor não alavancou só o crescimento do estado. Em 2007, a parcela de municípios em desenvolvimento moderado aumentou de 14 para 34. Salvador ainda é a cidade que apresenta o maior índice de crescimento, seguida de uma surpresa. Em segundo lugar está a cidade de Pojuca, agora, alavancada por outra vertente: emprego e renda.

“Há também mais duas cidades que se destacam na pesquisa que são Dias D’ávila e Jaguarari. A primeira, em função do pólo petroquímico. A outra, pela atividade intensa de estrativismo mineral”, esclarece Guilherme Mercês.

Mesmo mantendo a média de crescimento abaixo do considerado como regular, a Bahia tem o que comemorar, diz o pesquisador. “Mesmo com essa defasagem, 82,2% dos municípios baianos evoluíram frente a 2006. O que pode ser uma tendência para os próximos anos”.  

Saúde, educação e emprego e renda formam índice
Para chegar ao índice de desenvolvimento municipal, os técnicos da Firjan avaliaram as cidades a partir de três setores: educação, saúde e emprego e renda. Em cada uma delas, vários índices e indicativos foram somados para chegar ao índice.

Em educação, por exemplo, foram verificadas a taxa de matrícula na educação infantil, a taxa de abandono escolar, a taxa de distorção idade-série, percentual de docentes no ensino superior, a média de horas aula diárias e o resultado do Ideb – o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica.

Já em saúde, as variáveis foram formadas pelo número de consultas pré-natal, mortes infantis por causas evitáveis e mortes por causas mal-definidas. Por último, em emprego e renda, fizeram parte da análise a geração de emprego formal, o estoque de emprego formal e os salários médios do emprego formal gerado em cada uma das cidades. As três esferas possuem peso igual no cálculo para a determinação do índice de desenvolvimento dos municípios brasileiros.

O índice varia de 0 a 1 e, quanto mais próximo de 1, maior o nível de desenvolvimento da localidade. O índice se diferencia também por permitir que o avaliador perceba se o crescimento foi em decorrência de políticas aplicadas ou se foi a partir da queda das demais cidades.

OS 10 MELHORES
– SALVADOR
– POJUCA
– MADRE DE DEUS
– CAMAÇARI
– SIMÕES FILHO
– VITÓRIA DA CONQUISTA
– MUCURI
– DIAS D‘ÁVILA
– JAGUARARI
– FEIRA DE SANTANA

OS 10 PIORES
– BOM JESUS DA SERRA
– MACURURÉ
– CASA NOVA
– JUCURUÇU
– SANTA BRÍGIDA
– ARACI
– MORPARÁ
– LAJEDINHO
– SANTA LUZIA
– LAMARÃO

Salvador lidera ranking no estado
Outro dado a ser comemorado pelos baianos é a redução de 41 (2006) para dez (2007) municípios com taxa de baixo desenvolvimento. Na lista, Bom Jesus da Serra, Macururé, Casanova, Jucuruçu, Santa Brígida, Araci, Morpará, Lajedim, Santa Luzia e Lamarão, último colocado. Já a lista das dez cidades mais desenvolvidas é lideradas pela capital baiana, Salvador, que cresceu 1% em relação a 2006.

A lista é composta ainda por Pojuca, Madre de Deus, Camaçari, Simões Filho, Vitória da Conquista, Mucuri, Dias D’ávila, Jaguarari e, por último, Feira de Santana. Para Guilherme, a situação de Feira de Santana ainda pode ser considerada boa, já que permanece entre os dez maiores. “Não significa que a cidade tenha deixado de crescer. Mas, outras tiveram uma arrancada superior”, diz.

As atividades com petróleo e extração mineral são as principais responsáveis pelo bom índice de emprego e renda no estado, marcando 0,86 pontos, acima dos 0,6 considerado como crescimento moderado. Dos 417 municípios, apenas oito não apresentaram crescimento nos três vetores analisados. Araci, Cravolândia, Feira de Santana, Itiruçu, Jitaúna, Manoel Vitorino, Pé de serra e Ubatã tiveram queda comparando com 2006.

Fonte: Correio

Agricultores baianos garantem ter a cura para dengue, zika e chikungunya

PAgricultores baianos garantem ter a cura para dengue, zika e chikungunya.

Agricultores localizados no Assentamento Várzea do Curral, entre os municípios de Jacobina e Várzea Nova, afirmam ter a tão esperada cura para a tríplice epidemia – dengue, zika e chikungunya. Trata-se de uma erva nativa encontrada nos pastos e que leva o nome popular de Cravo de Anum, ou Cravo de Urubu. Pelos camponeses a planta está sendo bastante procurada por pessoas infectadas pelo mosquito Aedes Aegypti para utilizar em chás.

Segundo os agricultores, muitas pessoas que utilizam o chá da erva tem sarado e indicado a diversas outras pessoas que estão infectadas. O cravo de anum ou cravo de urubu é o nome popular de uma planta da família das Borragíneas e tem como nome científico Heliotropium Indicum.

Fonte: Acontece na Bahia

PREFEITO DE SOBRADINHO VIRA RÉU POR CRIME EM LEI DE LICITAÇÕES APÓS DENÚNCIA DO MP-BA

O Tribunal de Justiça da Bahia aprovou por unanimidade o recebimento da denúncia do Ministério Público do Estado, feita pela procuradora Sara Mandra Moraes R. Souza contra o prefeito da cidade de Sobradinho (BA), Luiz Vicente Berti Torres Sanjuan.
A Ação Penal-Procedimento Ordinário, área criminal por violações da Lei de Licitações nº 0020554-48 2017.8.05.0000 foi proferida em audiência processual, realizada na quinta-feira (28). Inicialmente, o pleno julgava apenas o recebimento da denúncia contra o prefeito. O voto final do relator, desembargador João Bosco de Oliveira Seixas. A possibilidade de afastamento do cargo ainda não foi levantada pelo relator, ao proferir seu voto pelo recebimento da denúncia (SN/Foto).

75ªCIPM – Participa do DEPIN Itinerante, e o Comandante é Agraciado com Título de Defensor da Mulher, pela Polícia Civil.

75ªCIPM – Participa do DEPIN Itinerante, e o Comandante é Agraciado com Título de Defensor da Mulher, pela Polícia Civil.

Em disputada solenidade na manhã desta quinta-feira, 28, no auditório da CODEVASF, em Juazeiro-Ba, durante a 2ª Edição do DEPIN Intinerante, sob o tema: O Empoderamento da Mulher Contemporânea, o Cmt da 75ªCIPM, Maj QOPM José Roberto Sampaio de Souza, foi agraciado com uma comenda alusiva ao evento, pelo Diretor do DEPIN Flavio Augusto Andrade Goes e Dra Ligia Nunes, Coordenadora Regional da 17ªCOORPIN.

O título foi conferido em especial a toda a Tropa da 75ªCIPM, em reconhecimento ao compromisso e dedicação da OPM, no combate a todas as formas de violência contra a mulher.

Dois corpos são encontrados amarrados próximo ao lixão de Juazeiro

Dois corpos são encontrados amarrados próximo ao lixão de Juazeiro

Foram localizados na manhã desta sexta-feira (29), nas imediações do Serrote Branco, próximo a BA 210 – e ao lado do lixão -, dois corpos do sexo masculino amarrados e crivados de balas. Segundo informações, um dos corpos é de cor escura com cavanhaque trajando camisa e short azul, aparentando ter entre de 35 à 40 anos. A outra vítima é de cor branca, sem camisa, trajando short preto, cabelos crespo, aparentando ter de 27 à 30 anos.

Os corpos estavam em uma estrada carroçal de difícil acesso. Ao lado dos corpos foram encontrados dez cartuchos de pistola 380 e cinco cartuchos calibre 12. As equipes do Instituto Médico Legal (DPT) e da 74ª CIPM Ronda Rural estiveram no local sendo que, os corpos foram recolhidos e encaminhados para IML da cidade.

Uauá: "É um crime dar biscoito recheado às crianças". Diz Neide Rigo

Uauá: “É um crime dar biscoito recheado às crianças”. Diz Neide Rigo.

Ex-colunista da Caras, nutricionista e pesquisadora de Plantas Alimentícias Não-Convencionais (Pancs) falou em entrevista ao Jornal Correio sobre o trabalho que fez no estado, e, falou sobre sua passagem por Uauá, ao passar na região de Euclides da Cunha. A nutricionista esteve em Uauá, Curaçá e Sobradinho, contratada pela Coopercuc (Cooperativa de Agropecuária Familiar de Canudos, Uauá e Curaçá) para mostrar técnicas de preparo de produtos de agricultura familiar  na merenda escolar.

Segundo ela, os produtos chegavam à escola e não tinham o aproveitamento devido. Davam geleia de umbu para comer de colher. ‘A gente ensinou a fazer molho para salada, bolo, etc. Ano passado foi com as merendeiras de Gandu: treinamento de cozinha profissional, sempre com ingredientes locais”. Disse.

Neide Rigo na cidade de Uauá, no Norte da Bahia (Foto: Acervo Pessoal)

Matéria completa aqui

Mais Estrada: Deputado Roberto Carlos trabalha para levar melhorias na infraestrutura de Jaguarari

Mais Estrada: Deputado Roberto Carlos trabalha para levar melhorias na infraestrutura de Jaguarari.

Foi com grande alegria que o deputado Roberto Carlos (PDT) recebeu a notícia, nesta terça-feira (26), do secretário de Infraestrutura do Estado – Seinfra, Marcus Cavalcanti, que em atendimento ao pleito que apresentou, em conjunto com outras autoridades, será realizada a recuperação asfáltica da BA-314, em Jaguarari, no trecho que liga Barrinha à Pilar, através do Consórcio do Piemonte Norte do Itapicuru.

“O nosso objetivo é promover soluções na infraestrutura do município, através da recuperação desta BA, garantindo aos jaguararienses mais conforto e segurança durante as viagens”, disse o deputado Roberto Carlos.

PREFEITURA DE UAUÁ INICIA A REALIZAÇÃO DE EVENTOS SETORIAIS PARA DEBATER A CONSTRUÇÃO DO PLANO MUNICIPAL DE SANEAMENTO BÁSICO

PREFEITURA DE UAUÁ INICIA A REALIZAÇÃO DE EVENTOS SETORIAIS PARA DEBATER A CONSTRUÇÃO DO PLANO MUNICIPAL DE SANEAMENTO BÁSICO

A Prefeitura de Uauá inicia nesta quinta-feira (28) a realização do 1º Evento Setorial de Mobilização do processo de construção do Plano Municipal de Saneamento Básico (PMSB). O evento visa desenvolver um diagnóstico técnico participativo junto aos munícipes da sede e da zona rural para obter todas as informações necessárias sobre a realidade de cada comunidade.

Com o objetivo de atingir todo o município, os comitês responsáveis pelo PMSB vão realizar o evento em três regiões diferentes. A Coordenadora do Comitê de Coordenação, Fátima Ribeiro destaca a importância da participação popular em mais uma etapa da construção do PMSB.

 “Esta é uma fase que considero mais importante, pois é o momento que vamos ouvir as comunidades, os moradores, para juntos realizarmos uma radiografia completa de todo município. Então, convidamos todas as entidades, instituições públicas, organizações, toda a sociedade para participar do evento e dar a sua colaboração”.

Confira a programação:

SETOR 1 – Bairros da Sede e localidades das regiões de Caratacá, Barriguda, Curundundum e Pedra Grande.

Local: Colégio Estadual Nossa Senhora Auxiliadora – Centro da cidade.

Data: 28 de março (quinta-feira)

Horário: 08h.

SETOR 2- Localidades das regiões de Serra da Canabrava, Caldeirão da Serra, Santana e Ouricuri.

Data: 28 de março (quinta-feira).

Local: Colégio Estadual Edivaldo Boaventura – Serra da Canabrava.

Horário: 14h.

SETOR 3- Localidades das regiões de Lagoa do Pires, Caldeirão do Almeida, Poço do Vieira, São Paulinho e Sítio do Tomás.

Data: 05 de abril (sexta-feira)

Local: Colégio Estadual Jerônimo Rodrigues Ribeiro- Lagoa do Pires.

Horário: 14h.

ASCOM- PMU

(740 9 9908-5591